Tradutor

Tradutor

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

feliz...

Imagem retirada da net
Feliz ...
feliz porque ainda tenho cabeça, ehheheh é verdade a desnaturada nos últimos dias têm dado sinal de si ... bem vindas enxaquecas para me lembrarem que tenho cabeça... pelo menos ainda!!!! ehehheheh
Feliz...
Porque este fim de semana correu muito bem, pelo menos dentro do esperado e daquilo que receei...
Feliz ...
Porque tenho uma familia linda, todos diferentes mas todos lindos e de quem eu gosto muito 
Feliz...
Porque estou aqui e porque me sinto cheia de coisas boas, sinto o coração preenchido 
Feliz...
Porque sempre sou feliz, bem pelo menos tento mas desta vez é aquela felicidade completa em que tudo parece estar no sitio certo
Feliz... e Feliz ... e Feliz...
 e espero que estejam também felizes para que possam partilhar a minha felicidade, beijinhos doces e montes de felicidade para todos neste inicio de semana 

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

....

Imagem retirada da net
Amar não é Ser Egoísta Tenho a certeza que tu és o meu maior amigo, o mais dedicado, o melhor de todos. Como eu o vi hoje bem! Como tu és leal e bom! Tão diferente de todos os outros homens que para te pagar o que no futuro hei-de dever-te, será pequena a minha vida inteira, mesmo que ela seja imensa. Os outros, amando as mulheres, são como os gatos que quando acariciam, é a eles que acariciam. Amar não é ser egoísta, é tantas, tantas vezes o sacrifício de nós próprios! A dedicação de todos os instantes, um interesse sem cálculo, uns cuidados que em pequeninas coisas se revelam e o pensamento constante de fazer a felicidade de quem se ama.

Florbela Espanca, in "Correspondência (1920)"

Obrigada... é fantástico sentir que somos importantes, que temos um ombro onde podemos chorar... é incrivel a capacidade ... amar é isso obrigada por me relembrares tb...
aaaa e o café acabou não só por aquecer o corpo como tb a alma ...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Afinal o que é o Natal??!!...

Não sei desde quando formei a minha opinião sobre o Natal como ela é agora...
Não me lembro sequer de acreditar no Pai Natal...
Só sei que desde que me lembro a época natalícia sempre me deixou fora de mim...
As superficialidades desta data enervam
A hipocrisia deixa-me verde, laranja, azul de raiva
Sempre me irritaram a quantidade de luzes a enfeitar as ruas, o brilho delas sempre me lembrou a falta de brilho daquele senhor que vejo há anos a viver no vão de escada daquele prédio, sempre me lembrou o brilho dos olhos de uma criança órfã , de uma criança que sempre viveu em guerra e isso sempre me enervou porque me faz sentir que estas luzes artificias escondem o verdadeiro, mesmo que muitas vezes duro, brilho de quem necessita de ser "admirado", contemplado...
Irrita-me a cordialidade obrigatória
Irrita-me o sorriso forçado
Irrita-me o abraço obrigado
Irrita-me a mentira ... o fingimento
Irrita-me a hipocrisia
Irrita-me a solidariedade só desta época
Irrita-me o egoísmo de se "pensar" nos outros só nesta altura
No fundo o que me irrita mesmo  é ... tudo o que envolve o Natal
Muitas vezes dou por mim a pensar...
O que é o Natal?
Para a igreja e no fundo é o "verdadeiro e inicial" sentido, o Natal é a comemoração do nascimento de Jesus Cristo, o senhor e salvador da humanidade, que foi enviado à Terra para morrer na cruz e nos salvar dos nossos pecados.
Mas esperem lá !!!como se pode afirmar que nasceu nesse dia???? !!! Se bem me lembro o meu avô por exemplo é para aí mil e muitos anos mais mais novo que o dito e tem duas datas de nascimento... ok podem dizer que uma é de nascimento de facto e outra é de registo, mas desculpem lá quem tem provas concretas desta data???!!!
Enfim ... já nem me dou ao trabalho de questionar a data cansei de respostas ocas e sem sentido...
Mas, mesmo assim não consigo deixar de questionar o que é afinal o Natal???
Perguntei a uma criança e a resposta foi :
- O natal é quando os meninos que se portam vem recebem prendas do Pai Natal, vem outra e diz, - O burro tu não sabes que não existe pai Natal, que são os pais que compram dahhhh ahahahahhahah, no fundo para eles o que interessa é ganhar prendas
Perguntei a uma criança, adolescente
- Mais importante é a altura que não há escola iupiiiiiii, é uma altura de festa, no fundo de não fazer nada ehehheh
Perguntei a um adulto
_ Ora, o Natal é o nascimento de Jesus, mas de facto hoje em dia já ninguém quer saber disso para nada o que interessa mesmo é a festa....
Fico triste , não só porque tenho "razão" para não acreditar no significado do Natal mas principalmente porque vou tendo ada vez mais razões para que assim seja.
E continuo sempre em busca de uma resposta... aquela resposta que ninguem me deu até hoje....
O Natal para mim não passa de mais um dia,  triste é que é um dia em que se acentuam as diferenças entre uns e outros pela mesa farta, pela familia junta, pelas luzes acesas, pelo calor de um lar em conjugação... enquanto outros continuam a ter como refeição o caixote do lixo, como companhia os degraus da escada, como luz e calor o brilho da lua quando esta decide se mostrar... Enquanto um menino recebe 2 prendas existem outros que nem de comer têm .... definitivamente detesto o Natal, detesto este acentuar das diferenças entre os seres Humanos...Detesto esta solideriedade que só aparece nestas alturas, ( sim porque não me canso de questionar onde colocam as pessoas os sem abrigo, as crianças desfavorecidas, etc etc durante o resto do ano, enfim... cego não é aquele que não vê mas sim o que não quer ver) ....
Retirada da Net

Retirada da net
Fico-me .... axo que ainda mais irritada e mais confusa e ainda com mais questões a precisarem de resposta ... sejam felizes hoje, porque amanhã não se sabe se existe ....

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Envelhecer...

Imagem retirada da net
No rosto uma ruga
Olham como se fosse tola
Estou a envelhecer
As mãos já não são suaves
Já não ouço piropos
Já não desperto sorrisos com um simples olhar
O meu corpo perdeu formas
A elegância de um salto alto desapareceu
No rosto a marca do tempo
Nos olhos o reflexo da vida
Estou a envelhecer ...
O meu corpo está a envelhecer...
E com ele perco caracteristicas para a sociedade
Mas eu sou a mesma
A pessoa envelhece
e sente-se colocada de parte
Perde-se as caracteristica que interessam a sociedade
Sinto-me uma jovem
Presa num corpo que sei que está a envelhecer
Eu não julgo ter 18 anos !!...
Eu apenas envelheço de corpo
Continuo a ter os mesmos sentimentos
A sentir da mesma forma, se calhar agora sinto ainda mais
Continuo a gostar de uma atenção de um mimo
Continuo a ter vontade de fazer sorrir com um olhar
O meu corpo envelhece
Com ele foi a beleza de uma imagem
Mas a minha alma está igual
Está mais bela que nunca
Os anos deram-me sabedoria
Me enriqueceram como ser Humano
fizeram com que cresce-se intelectualmente
Os anos me deram vontade de aproveitar
cada minuto como se fosse o último
Cada ruga do meu corpo
é uma estrada que percorri...
Cada cabelo branco
é uma batalha que enfrentei
É com orgulho que desfilo com eles
É com a cabeça erguida que olho para o futuro
É com segurança que olho nos olhos de qualquer um
É com convicção que afirmo que agora é que vou aproveitar ao máximo
Simm!!!... estou a envelhecer
Simm!!!... já não tenho 18 anos
Simm!!!... já não consigo dançar uma noite inteira
E daí ??!!.. deixei de ser um ser humano por causa disso ?
É verdade estou a envelhecer ... mas ainda não morri
E enquanto isso não acontece
Vou tentar manter e cultivar com mais afinco a única beleza que pode ser eterna
Aquela que nem os anos arrancam
que nem o tempo destroí
A beleza dos meus sentimentos
A beleza da minha alma ... estou a envelhecer

Insónias

Imagem retirada da net
Deitada...
o corpo repousa sobre os lençois
Fecho os olhos
a mente voa e encontra -te
tenho saudades...
Sinto-o mas não verbalizo
Olhei-te nos olhos

Pensei que olhando-te passaria
Que a dor da desilução se dissipa-se
Que a ferida do peito fizesse treguas
Abri os olhos
Sinto-me frustada
Afinal tudo não passou mesmo de uma ilusão ....
Nada é importante para ti
Tudo para mim faz muito mais sentido...
Fecho de novo os olhos
Mas desta vez vou mesmo sonhar a dormir...

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Viajo...

A distância entre ser livre fisicamente e livre psicologicamente é a diferença entre um vale e o cume da montanha, ao corpo transporto para onde quero, a mente não controlo ela é que me transporta ... VM
Imagem retirada da net


Viajo...
Lá atrás 
Num momento perdido
Numa altura confusa 
Num dia esquecido 
Fica o corpo 
Viaja a alma 
Tenho amarras 
Cordas imaginárias 
O passado puxa-me 
Prisioneira da minha alma 
De um momento passado 
E viajo...
Como se trata-se 
de um delírio...
de um sonho no meio da noite...
de uma dor imaginária ...
de um momento de loucura ...
O corpo fica
A alma vai
E sente-se a nostalgia 
Sente-se a saudade 
Verbalizam os olhos 
Selam-se os lábios
Viajo...

Não se prender ao passado morto Uma pessoa inteligente não se prende ao passado morto, não carrega cadáveres.
Não importa quão belos eles sejam, quão preciosos sejam, ela não carrega cadáveres.
Para ela, o passado terminou, ele se foi para sempre.
Este é o segredo da iluminação: ela acontece em estado de relaxamento, em um profundo estado de repouso.
Osho

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Ausente...mas sempre presente

Já tinha saudades do meu espacinho, este semana foi de loucos, para não variar claro a filhota fez aninhos, a primeira festa de natal da escolinha, a festinha de aniversário no fds... enfim mesmo para esquecer, só o facto do cansaço porque de resto foi td perfeito dentro da imperfeição :)
Começo de boa semana para todos e até já..

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

A ti ...

Meu sonho ...
Minha vida...
Minha chama numa lareira apagada...
Meu raio de sol em dia de tempestade 
Meu amor eterno 
Meu coração ... hoje é aquele dia
Lembro-me como fosse hoje, e tudo porque me pregaste a partida de me fazer andar horas e horas a subir e descer escadas, eheheheh já eras teimosa muito antes de me iluminares com a tua presença...
A ti... que és um dos motores mais importantes da minha vida, a ti que me fazes sentir todos os dias amada e importante...a ti que me procuras nas noites mais complicadas me aconchegas a manta, me dás um beijo no rosto e dizes ainda com a tua voz ensonada... - amo-te muitaaa mãezinha
A ti... que me fazes cabelos brancos, que me fazes nascerem rugas mas que compensas com a alegria que contagia...
A ti ... a minha princesa que ainda "Ontem" nasceu e hoje já é uma mulherzita, senhora de si...
A ti meu amor, pela alegria que dás, pelo amor que fazes sentir, pela pessoa melhor que sou por existes...
A ti e por ti ... és o meu amorzinho lindo e vou estar aqui sempre por ti e para ti, em cada montanha que tenhas que subir eu serei um elevador, a cada lágrima que derramares serei um sorriso, a cada gargalhada que deres serei duas...
Amo-te minha princesinha ... parabéns 

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

ilusão...

Imagem retirada da net
Quando fazemos de facto parte da vida de alguém?
Hoje foi um dia de descobertas
Um dia de estupefacção
de não reacção
Segredos desvendados
Realidades
Aprende-se errando
Tal como se aprende confiando
e desconfiando
Não tenho lugar na "tua" vida
Como podes quer ter tu na minha ?
Parei e ali fiquei
Olhei para ti
não te reconheci
quem era aquele ser humano á minha frente?
onde estavas tu ?
Porquê?
Porque só agora?
Hoje foi um dia de descobertas
Um dia de mentiras desvendadas
De dores acordadas
de vidas afastadas
Hoje foi um dia ...
Foi aquele dia
Perdi-te... ou tu perdeste-me?
Nunca te tive
Impossível perder-te!!!...
Mas custa ... como custa
Perder alguém custa sempre
Principalmente quando esta perda
não existe de facto ... e se sente as mesmas dores

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Há silêncio

Retirado da net
"Há silêncios que nos preenchem mais que palavras..." by me
Há silêncio 
Janelas que se fecharam 
Portas que se trancaram 
Prisioneiros de quatro paredes
Sentimentos gritam 
Há silêncio 
Lá fora a chuva caí 
Melodia da natureza 
Lágrimas de um mundo 
Angustias verbalizadas de uma vida 
Há silêncio 
Uma cidade iluminada 
Despida de sentimentos 
Vestida de mentiras
Há silêncio 
Meu mundo silenciado pela tua ausência 
Silêncio que ecoa nas paredes do quarto
Tanto silêncio ensurdece 
Há silêncio 
Ouve-se o cair da chuva 
Sente-se a dança do vento 
Escuta-se o bater do coração 
Enerva este silêncio barulhento dentro de mim 
Há silêncio 

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Bom dia

Imagem retirada da net
Quando o sol e o dia nascem, nascem para todos ás vezes não sabemos é aproveita-los ... hoje não foi o sol e o dia que acordaram para mim mas sim eu que acordei para eles ...
Sinto-me feliz, livre, acordei com a sensação que tudo estava no lugar certo, que a vida por muitas dificuldades que nos apresente, também nos ensina a ultrapassa-las...
Acordei com vontade de rir e fazer rir, com vontade de gritar para o Mundo que sou feliz, que aconteça o que acontecer, eu estarei aqui mais forte que nunca, baixar a cabeça não é opção...
Acordei com vontade de relembrar aos amigos aqueles do peito, que estão sempre presentes, que nas dificuldades nos estendem as mãos e na "vitoria" celebram connosco, aqueles que que andam em sintonia comigo que os amo, que são pessoas super importantes na minha vida, que cada um deles significa mais um tesouro da minha vida, que eles fazem parte do meu baú de relíquias inviolável ....
Acordei com vontade de olhar a minha volta e tirar proveito de tudo o que tenho, mesmo não sendo todo o que queria...
Acordei com vontade de fazer as pessoas ao meu lado sentirem que são especiais, que são tudo ...
Hoje o sol e o dia nasceram para mim tanto como eu nasci para eles ...
Bom dia a todos ...

terça-feira, 29 de novembro de 2011

O meu pensamento ...

Imagem retirada da net
O meu pensamento tem asas... 

voa a cada dia mais alto, 

viaja a cada dia mais 1 km ...

Volta sempre mais preenchido

mas mais confuso também...

O meu pensamento tem vida ... 

deixa-me aqui e parte para mundos distantes, 

para galaxias cintilantes...

O meu pensamento ao contratrio da minha vontade 

... é sempre livre... tem asas

O meu pensamento ...

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Não quero palavras


Não quero palavras
Quero gestos
Quero sentimentos
Quero momentos
Não quero palavras
Quero silêncios
Silêncios barulhentos de compreenssão
Quero paz, quero um abraço
Não quero palavras
Quero conforto
Quero o silêncio
Não quero palavras
E não me apetece dar palavras
Não quero palavras
Não quero desculpas
Apenas quero um abraço
Uma mão estendida
Companhia para um momento de contemplação
Para olhar o horizonte... e aguardar que amanhã seja melhor
Não quero palavras
As minhas dores são infinitas
As minhas duvidas pesam
A minha incapacidade paraliza-me
Não quero palavras
Não quero cair no escuro
Não quero falar
Apenas quero esquecer
Quero caminhar passo a passo
Sem pensar no amanhã
Sem relembrar o ontem

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Dor sem fim

Existem momentos na vida , que deviam ser só isso mesmo, e acabarem por ali...
Perder alguém que se ama incondicionalmente provoca feridas que nunca mais serão curadas...
dores que nunca mais desaparecerão... angustias que permanecerão...
Ler que alguém em algum lugar do Mundo perdeu um filho, faz os olhos ficarem marejados de lágrimas, agora saber desta mesma noticia de alguém que até conhecemos que até sabemos quem é ... uiiii não são só os olhos que choram, é o coração que recorda, é a alma que escurece... são os fantasmas que reaparecem...
Sinto-me no mínimo frustrada...
Pensar na dor daqueles pais... na angustia... na tristeza... nos dias que se seguem, nas semanas, nos meses ... queria ter poderes, poderes para acelarar o tempo, levamos para daqui a um tempo, quando as coisas já são mais faceis de suportar, não que se esqueça, não que alguma vez seja fácil, mas pelo menos é mais fácil... e sem poderes sinto-me de mãos atadas, sinto a tristeza a invadir, sinto a dor a recordar que está aqui... sinto a minha limitação como Ser Humano ...e tenho vontade de gritar... e volto a questionar mais um milhão de vezes ... - Como é possivel dizerem que existe Deus?? Onde está ele nestes momentos?? Será alguem tão merecedor de tamanha dor?? ... e lá se vai de vez a minha restia de fé ...

Minha alma...

Imagem retirada da net
Minha alma nua
atravessa o deserto
sedenta de roupa
vagueia duna atrás de duna
monte atrás de monte
Cansada...
deita-se a adormece sobre o manto dourado
Sonha e voa nas asas do sonho
Desperta nas asas da tempestade ...
Minha mente sã
Liberta em pensamento
Nas asas do sonho
O corpo doente que a abriga
recusa-se a cada dia  a reagir
Corpo sem vontade
Minha alma ...
Fugem as palavras
Esvazia-se uma vez mais a alma
Aperta o coração
Estrangulado pela dor
pela frustação
Cheio de sentimentos
e tão vazio de sentido ...
Minha alma sã que não me deixa esqueçer ...
Quem és tu ?? pergunto-lhe tantas vezes
Quem sou ??!!
Quem és??!!!
Quem somos??!!
Caminhamos juntas
Rimos e choramos
Mas não nos conhecemos ... tantas e tantas vezes

sábado, 19 de novembro de 2011

E porque hoje a manhã foi para o forno ...

A primeira fornada a sair foi ...

Quiche de chourição fiambre e queijo 

E a sair logo a seguir...

Quiche de bacon e cogumelos


E o último salgado....

Quiche Maritima 

E por último, mas não menos importante e saborosa looool, a  eleita do dia ...



Tarte de nata ... ainda por desenformar 
E pronto o forno fechou agora só mesmo um patêzinho de atum e delicias ... beijokas a tudos e um optimo fim de semana

E hoje é um dia especial...

E hoje é um dia especial...
Porque nasceu neste mesmo dia há uns anos atrás uma pessoa tb ela especial
Este dia é teu migo
Aproveita-o ao maximo... que a vida te traga td de bom
o melhor amigo do mundo
Um beijinho doce e um xi-coração apertadinho ... adoro-te

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Ás vezes sinto-me tão pequenina...

Imagem retirada da net
Às vezes sinto-me pequenina, 
demasiado pequenina para agir 
e demasido grande por sentir tanto
Sinto-me presa na corrente de odio
de raiva, de incerteza dos outros
Prisioneira de acções que não fiz
Ás vezes sinto-me pequenina 
como um mosquito 
levado pela brisa da manhã
Sem rumo, sem viagem predefinida 
ao sabor da vontade dos outros 
Prisioneira da minha consciência 
Presa nas correntes do remorso 
Por ter e por não ter feito 
Ás vezes sinto-me pequenina
Sinto-me insignificante 
Nas correntes de ansiedade 
que me dominam ...
Às vezes sinto-me tão pequenina ...
Que me questiono se existo de facto
ou será que sou fruto de uma imaginação??!!!..

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Tem dias

Tem dias que apetece
Tem dias em que não apetece
Tem dias em que sinto
Tem dias em que não sinto
Tem dias que choro
Tem dias que riu
Tem dias...
Dias como hoje
Em que sinto a dor
Aquela dor fisica
Que me arranca o aíi
Que me faz querer descansar
Que me tirar a paz
Tem dias ...
Dias em que começo a escrever e depois não apetece mais... dias como hoje
UM optimo dia para tds
Tem dias assim
Em que estás longe

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Inverno de sentimentos

Imagem retirada da net
Instalou-se o frio
Com ele o vazio
A saudade
As sombras
Arrefeceram as paredes do coração
Congelou a alma
Disfarça-se a dor com o frio
Confunde-se as lagrimas com as gotas de chuva
Quero fugir...
Detesto este frio , este vazio
este eco de dor, de impotencia
A tristeza insiste em tomar conta de mim
Tortura-me
Saudade e silêncio
Resta agora
Os minutos passam
e sinto-me a cada um mais vazia, mais fria...

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

6 anos


Retirada da net

-Não desistas!!!..
-Ouviste?!!
-Abre os olhos
-Vá olha para mim
-Fica comigo
-Por favor fica comigo
-Preciso tanto de ti
Lembro de prenunciar baixinho estas palavras
vezes sem conta as repeti...
Rezei por toda a minha vida
Pedi, supliquei
Mas mesmo assim fui obrigada
A dizer adeus...
A dias de partilha
A segundos de alegria
A minutos de espera
A horas de carinho
A dias de cumplicidade
A semanas de amor
A meses  de felicidade
A anos que não voltam
Custou, custa e vai custar sempre
A tua perda, a tua ausência vai pesar eternamente
O que sou em parte devo a ti
Pesa-me no peito a saudade...
Preciso Chorar
Arrancar a tristeza
Sugar a dor
Libertar a angustia
Preciso chorar
Desapertar o nó da garganta
Tirar do peito este peso
Chorar
Eu quero chorar
Eu preciso chorar
E não consigo chorar...

São seis anos, seis longos anos,daria mais seis anos da minha vida só em troca de 5 minutos contigo...amo-te minha princesinha

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Adeus

Retirada da net
Não importa o quanto vou chorar
Não importa o quanto vou sofrer
Não importa o tempo que vai demorar
Não importa...
Tudo o que aconteceu
Não devia ter acontecido
Ilusão!!!!... não passou disso
Foi-me apercebendo aos poucos...
Não existem pessoas perfeitas
Não existem momentos eternos
Não existem lugares inesqueciveis
Não existem...
Sinto-me vazia de compreensão
Não consigo deixar fluir os sentimentos
Não consigo olhar-te nos olhos outra vez
Não consigo pensar em nós e sentir-me liberta
Não consigo encontrar a razão
Desiludida...
A desilusão vem do facto de nos iludirmos demasiado
Quem não tem ilusões não sofre desilusões
Culpa minha...que quis acreditar
Contrariar, e estender a mão quando o outro resiste...
é um acto de humildade
é um desnudar do egoísmo
é um grito de amor em época de guerra
Não perdoo a indiferença
Não perdoo a falta de compreensão
Não perdoo o abraço que ficou por dar
Preso nas asas do egoísmo
asfixiado nos braços da raiva...
Não importa o tempo que vai demorar... mas sei que vai passar

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Medo de te perder de novo...


fotos tiradas por mim
São horas que passam...
Horas de indecisão, de tristeza, de magoa
Pensar no que se passou ainda corta como uma faca bem afiada
Sentir que me fugiste entre os dedos
Sem eu puder fazer nada faz-me sentir minúscula
Revivo o dia vezes sem conta
E nessas alturas tento afastar a tua imagem
Mas custa tanto...
Não sei se vou voltar a sentir a necessidade de te visitar a todo o instante
Não sei se vou voltar a sentir  a necessidade de todos os dias entrar no teu quarto e falar contigo
Tenho medo de te estar a esquecer
Aos poucos a distância vai aumentando 
Aos poucos o coração vai guardando-te lá no fundo
Aos poucos a alma vai ficando vazia de imagens tuas
Tenho medo de te estar a perder de novo
O esquecimento é o melhor e pior aliado
Sinto que aos poucos te vou perdendo outra vez
Vivi um tempo de tormento
Á espera que regressasses
Á espera que o tempo te trouxesse de volta
Á espera de quando acordar estivesses ali
Vivi um tempo de negação
Até que interiorizei que te perdi
E aos poucos fui-me adaptando a essa nova realidade
E fui vivendo...
Mas agora... o que faço eu agora ??!!!....
Não aguento perder-te pela segunda vez
Não consigo perder o teu sorriso
Não vou conseguir viver sem a tua lembrança
No entanto tenho a sensação de estar a sofucar e desta sensação só passar com o "esquecimento"
Ver-te a tudo o momento destroça-me
Mas deixar-te ir vai matar-me ...
Amo-te, amei-te e amarte-ei para sempre...
Estende a mão meu amor
Estou a tua espera... não te quero perder de novo

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Voltas-te...

Foto tirada por Jorge Patricio
Voltas-te...
Finalmente...
Mas questiono por quanto tempo!!!???
Já não aguentava mais a tua ausência
O meu coração estava pequenino
A dor ia aumentando a cada dia
Pedi tanto estes dias
Supliquei para que regressasses
Para que me tomasses nos teus braços
Senti-me tão perdida
Tão vazia de significado
Tantas saudades dos momentos passados no sofá contigo
Mas agora ... humm agora começo a sentir-te
Começo a sentir o teu odor
Começo a sentir o teu calor
E o desejo de te encontrar torna-se insuportavél
Não sei como poderia viver sem ti
Obrigada por existires
Obrigada por não me abandonares
Obrigada por voltares sempre
Mesmo que seja por pouco tempo
É bom ter-te mesmo que seja por pouco tempo
E mesmo que não te tenha a todo o momento
É bom ter-te de vez em quando
É bom ser embalada por ti
Sentir-te, viver-te, possuir-te
Hummm...
como sinto a tua falta meu querido FDS :)
Um optimo fds para todos com td de bom ... beijinhos

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Viver...

Não Desperdices o Teu Tempo a Viver a Vida de Outras Pessoas  
O teu tempo é limitado, por isso não o desperdices a viver a vida de outra pessoa. Não te deixes armadilhar pelos dogmas - que é a mesma coisa que viver pelos resultados do que outras pessoas pensaram. Não deixes que o ruído das opiniões dos outros saia da tua própria voz interior. E, mais importante ainda, tem a coragem de seguir o teu coração e a tua intuição. Estes já sabem, de alguma froma, aquilo em que tu verdadeiramente te vais tornar. Tudo o resto é secundário.

Steve Jobs


Vive, vive ao maximo, aproveita cada segundo como se fosse o ultimo...cada dia como se fosse a última pagina de um livro, cada momento como não existisse mais nenhum,vive pelos teus ideais, pvive por ti, porque nunca se sabe quanto tempo temos para viver ... vm

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

triste

retirado da net
triste 
com atitudes 
com palavras 
com momentos 
triste com tudo e com nada 
triste por não ter 
triste por ter 
triste por ser 
triste por não ser 
triste 
triste vida de tristeza 
tristes momentos de solidão 
tristes atitudes egoistas 
tristes palavras certeiras
triste de tristeza 
triste por me sentir triste... agora sinto-me ainda mais triste  

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Vampiros reais... Humanos

Retirada da net 
Vampiros
Vivem no meio de nos
Escondidos do dia
Libertos na escuridão
Imortais no negrume
Mortais
no brilho e no dia
Poderosas sombras
Que sugam gota a gota
O sangue de quem luta
Agarrados á escuridão
Egoísta sedentos da dor
do desespero
da tristeza
da angustia
do mal dos outros
Vampiros humanos
criaturas sem alma
sem vida
sem vontade própria
sem projectos
Sobrevivem do "sangue" derramado
Eternas criaturas obscuras
Vampiros reais
Mortos vivos
ao cimo da terra
Escondidos nas sombras
Resistentes
Vivem sedentos
do mal, da desgraça alheia
Só a sucção da vitalidade dos outros
os mantêm vivos
Vampiros reais
Que dão a cara
quando estamos lá no fundo
Alimentam-se da nossa dor
Vivem da nossa " desgraça"
Pessoas que só aparecem
Naquelas alturas
Aquelas em que não fazem falta nenhuma
Apenas atrapalham
Vampiros reais
Humanos sedentos de tudo o que possa alimentar a sua alma negra e suja...

sábado, 1 de outubro de 2011

Amar

Retirado da net
Amar
o sublime prazer de sentir
Sentimento nobre
Coração imponente
Majestosa vontade de ser feliz
Vontade cativa
Amar
Um trilho de luz majestoso
Uma infinita vontade de sentir
Um prazer quimérico
dois corações em sintonia
Amar
Independência de singularidade
Prisão de felicidade
o deleite inigualável de viver
a ausência da sobrevivência
Amar

    o sentimento
    o meio
    a palavra
    que tem por sinonimo o teu nome... infinito
    pobre idiota iludido aquele que pensa que amar é prender ...

    terça-feira, 27 de setembro de 2011

    (Sor)Rir... (Sor)Rir...(Sor)Rir

    Porque rir é o melhor remédio ... vamos começar o dia assim ... a rir rir rir rir
    (Sor)Rir muito
    Rir até não puder mais
    Contrariar a tristeza
    até lhe ganhar
    Rir é o melhor remédio
    Sem contra indicações
    A não ser contagio de bom humor
    Não tem contra indicações
    Um sorriso
    Em troca de outro sorriso
    Da alma o mau estar foge
    Sorrir a cada dia
    Sorrir a cada tristeza
    Sorrir a cada lágrima
    Sorrir a cada obstáculo
    Sorrir a cada dor
    Sorrir é encarar a vida com outra atitude
    A alegria é o segredo...
    O sorriso o meio...
    Um sorriso num rosto triste
    é uma dádiva
    Descobrir que por muito que se sofra
    Ainda se tem a capacidade de sorrir... rir
    Hoje acordei a sorrir
    Levantei-me a rir
    E contagiei-me pela gargalhada
    Rir é um dos ingredientes
    Aquele ingrediente que me leva em frente
    Sorrir... sorrir ... sorrir

    "Muita coisa que ontem parecia importante ou significativa amanhã virará pó no filtro da memória. Mas o sorriso (...) ah, esse resistirá a todas as ciladas do tempo."(Caio F. Abreu)

    quarta-feira, 21 de setembro de 2011

    Só Agora



    Retirado da net 

    Só agora é que compreendo haver inventado
    tantas maneiras de não ser,
    ou de ser, dividido,
    disperso.
    Ah, vida simplesmente pensada
    e não apenas vivida, ou se sonhando entre mil fogos,
    e por isso despida
    de seu dom de unidade ou de sua própria essência!
    Colado à sombra das coisas, viajo desesperadamente,
    dividido, disperso.
    Onde estou, não sou.
    Nunca sou totalmente.
    E é um ficar, sem deter-me, e um partir, sem levar-me.


    "Emílio Moura"
    In: Itinerário Poético
    Entre o Real e a Fabula

    sexta-feira, 16 de setembro de 2011

    O teu olhar

    O tempo está escuro
    O sol recolhido
    A viagem decorre
    Entre uma e outra argumentação
    Tenho o coração pequenino
    Doí, ter que contrariar
    Doí, ver nos teus olhos o desamparo
    Doí, ter que fingir que está tudo bem
    Doí, ter que virar as costas
    Está na hora
    A separação é difícil
    Mas vou estar sempre aqui amor
    Basta pensares e eu estou aqui
    a pegar-te na mão
    A lembrar-te o quanto és especial
    O teu olhar de suplica
    As tuas palavras " - Por favor mãezinha"
    Fazem os olhos brilhar
    É só um até já coração...
    Amo-te muitaaa princesa...

    quarta-feira, 14 de setembro de 2011

    Errar é Humano

    Imagem retirada da Net
    A vida vai sempre reservar-me momentos de sofrimento, de magoa, de tristeza, de desilusão... errar é humano e esses erros levam a estes momentos.
    Tenho aprendido ao longo da minha vida imenso com estes momentos, tenho me levantado a cada situação com mais força, todos eles têm feito parte do meu crescimento como Ser Humano ...
    Aprendi ao longo da minha curta existência que vai existir sempre algum momento em que vou necessitar pedir perdão... e por isso tive que aprender a perdoar também. No fundo dar aos outros aquilo que espero em situação idêntica que eles me dêem... perdão.
    Ás vezes o difícil não é perdoar o outro, mas sim, perdoar-me a mim mesma, já por coisas que faço digo, ou mesmo por aquelas que não faço e não digo... Por isso acredito e tenho sempre em conta que aquele que pede perdão já teve ou tem ou vai ter uma luta interior consigo próprio...
    Perdoar é de alguma forma amar
    Perdoar é seguir em frente sem esquecer
    Perdoar é olhar o ressentimento de frente
    Perdoar é libertar o coração das teias do rancor e da dor
    Perdoar é ... renascer
    Fazendo parte da natureza Humana perdoar é o acto de conquista de paz interior , é um acto de coragem e essencialmente é um acto de humildade...
    Não significando que o perdão é o esquecimento da situação, até por muitas vezes perdoamos mas mesmo assim a ferida continua aberta, e doí e vai continuar a doer durante algum tempo ou para sempre ... quem sabe?!!!
    Mesmo com isto tudo perdoar é sempre melhor que não perdoar... não perdoar leva á auto destruição silenciosa de nós mesmos, vai destruindo a nossa auto estima, retirando a força positiva e tirando também aos poucos a vontade de viver... Errar é Humano


    "Aquele que não pode perdoar destrói a ponte sobre a qual ele mesmo deve passar."

    sexta-feira, 9 de setembro de 2011

    Nascimento/Formatação


    retirado da net
    "Nascemos e somos formatados"
    Nascemos sem informação, limpos de preconceitos, de ideias pré definidas, de normas, regras e até conceitos...Somos sinceros,somos ingénuos, somos no todo da palavra -CRIANÇAS-.
    No instante imediatamente a seguir ao nosso nascimento  começam as mudanças, começa a nossa formatação, como de um PC se trata-se, é-nos introduzido um CD de formatação que se deixa "correr". Mal o dito CD termina, e caso não dê erro segue-se em frente sem dar atenção ao software do "PC"... sem distinguir de outros ao "lado" que podem ter mais ou menos memoria. 
    Enfim , Não deu erro segue-se em frente ... até ao dia em que os "erros" ( muitas vezes existentes desde de sempre) começam a aparecer, em que as diferenças se começam a acentuar e aí nos diferenciamos uns dos outros...
    E somos reprimidos...
    E é-nos impostas regras... e reagimos ( ou não), reagimos de acordo com a nossa condição/capacidade intelectual e emocional...

    O desafio para mim foi e é a cada dia resistir, resistir á imposição de valores, de crenças e "fazer" o meu caminho...
    Recuso-me e luto a cada dia para não ser só mais um produto do meio que me envolve, da sociedade e da organização em que estou inserida...
    Recuso que me seja instalado um CD de Formatação convencional...
    Eu sou diferente e gosto da minha diferença... e vou luta até ao meu último suspiro pelo meu direito a essa diferença... sou teimosa, persistente e a cada dia acredito que vou colher um novo grão, posso não fazer a diferença, mas vou lutar sempre por ela...
    Nasci, foi formatada e agora estou eu a gravar faixa a faixa o meu próprio CD de formatação ... 
    A cada dia nasço de novo ...

    quarta-feira, 7 de setembro de 2011

    8 anos (2/09/2011)

    Retirada da net
    Já passaram oito anos
    Já andei milhares de km 
    Já percorri inúmeros caminhos 
    Já vivi um cem numero de emoções 
    Já caí e já me levantei 
    Já sorri, já chorei
    Mas nunca nada com tanta emoção 
    com tanta alegria como há oito anos atrás
    Partiste cedo demais 
    Deixas-te uma ferida aberta 
    Uma dor sem fim
    Resta-me o teu sorriso 
    A recordação do teu aparecimento 
    E viver sempre como se não existisse amanhã...
    Amo-te demais ... para sempre

    quarta-feira, 31 de agosto de 2011

    coisas simples ....

    Um sorriso ...
    Num momento de tristeza
    Um abraço...
    Num momento de solidão
    Uma mão...
    Num momento de dor 
    Momentos grandiosos 
    Feitos de coisas simples que nada custam...

    terça-feira, 30 de agosto de 2011

    Eu sou ... assim

    Eu sou assim...
    Sou muito complicada 
    Mas para mim tudo é simples 
    Sou calma, paciente... 
    Mas dentro de mim vive um furacão 
    Sou preguiçosa ...
    Mas passo noite a dançar 
    Sou conversadora ...
    Mas passo horas em silêncio 
    Sou uma criança ... uma menina de cabelos soltos 
    Mas vivo dentro de um corpo de mulher 
    Riu sem parar
    Mas logo posso ficar triste 
    Sou o melhor que as pessoas podem ter 
    Mas posso ser também o pior que sonham 
    Eu sou assim 
    Ás vezes acho que em mim coabitam duas pessoas diferentes 
    Passo noites a chorar
    Mas desperto a rir
    Gosto em alturas de passear na noite 
    Noutras tenho medo dela 
    Hoje amo passear
    Amanhã estou cansada de o fazer
    Hoje estou em paz com o passado 
    Amanhã ando em guerra com ele 
    Hoje olho-me no espelho e sei quem sou 
    Amanhã ando á descoberta do que sou 
    Hoje tenho raízes nesta vida 
    Amanhã ganho asas e voo
    Eu sou assim 
    Já disse que não amava
    a quem desesperadamente amo 
    Já fiz sofrer quem não merece, 
    e já sofri por quem não merece
    Já  perdi oportunidades de ser feliz, 
    como medo de me tornar infeliz 
    Já fugi com medo de me encontrar 
    Já me calei,
    quando a minha vontade era gritar 
    Já fiquei parada a ver partir, 
    quando a minha vontade era correr e não deixar ir 
    Já fiz asneiras seguindo o coração, 
    e virando as costas  razão  que estava correcta 
    Já me desculpei, 
    quando a minha vontade era voltar a fazer 
    Já fiz, 
    com vontade de não fazer 
    Já deixei por fazer,
    com vontade de fazer 
    Já chorei por quem não merece,
    e não liguei a quem esta presente 
    Eu sou assim
    Hoje sou tudo, 
    amanhã posso não ser nada 
    Hoje sou a noite, 
    amanhã posso ser o dia 
    Hoje sou o amo, 
    amanhã posso ser o escravo 
    Eu sou assim ...
    Hoje sou o sorriso,
    amanhã posso ser a lágrima.
    Eu sou assim



    segunda-feira, 29 de agosto de 2011

    Estou triste

    Imagem retirada da net
    A felicidade não me assiste
    O sol decidiu dormir
    A vontade abandonou
    Deito-me nas ondas
    A única coisa a fazer
    Ficar assim e deixar-me ir
    Ao sabor do vento á vontade da maré
    Estou triste
    Porque me sinto impotente
    Porque queria ter a capacidade
    Para não deixar as lágrimas caírem
    Porque queria apagar a dor
    porque queria puder fazer um milagre
    Estou triste
    Porque me apercebi mais uma vez
    Que a vida é demasiado curta
    Que hoje estou aqui e amanhã posso não estar
    Porque a vida tem por vezes surpresas amargas
    Envenenadas
    Estou triste
    Sinto-me triste
    Pesada, frustrada, desanimada, chateada, cansada....
    Asas no céu
    Vontade de fugir
    Dor... aquela dor que não sendo minha a sinto como se fosse...

    sexta-feira, 26 de agosto de 2011

    Prisioneira de mim...

    Prisioneira
    Prenuncio palavras sem sentido 
    Acorrentada a um passado 
    Estou a sorrir
    Mas muito perto de chorar 
    Sinto-me no limite...
    Na corda bamba...
    Prisioneira 
    Caminho
    Encontro-me no meio 
    entre o desespero e a frustração 
    Que faço???!!!
    Pergunto nestas alturas
    Prisioneira 
    Sem cordas para desapertar 
    Sem correntes para abrir
    Prisioneira de mim 
    Sozinha... reencontro-me 
    Apetece voltar atrás 
    Uma mão invisível que puxa 
    Um sorriso que ilumina 
    Prisioneira das minhas dores 
    Da alma que doí 
    O coração que quer desistir 
    Prisioneira da frustração, da dor
    Prisioneira da raiva, das sensações...
    Prisioneira do tempo ...
    Das minhas verdades 
    das minhas certezas 
    Prisioneira do meu coração 
    De um corpo que desiste 
    quando eu luto ...


    " Se na maioria das vezes levanto a cabeça, pego ao colo as tristezas, as frustações, as dores ..., e sigo em frente, alturas existem em ke não tenho a capacidade de o fazer, é nessas alturas que me sinto prisioneira... prisioneira de mim mesma, das minhas dores..."V.M

    quinta-feira, 25 de agosto de 2011

    Por caminhos desconhecidos

    Retirada da net
    Sigo aquele caminho 
    Não sei se estou a ir 
    ou se estou a voltar 
    Dias, meses, anos...
    E a infinita busca continua
    Não há sinalizadores 
    Limito-me a andar 
    Em direcção ao desconhecido 
    Anda comigo a incerteza 
    Lado a lado caminhamos 
    Mergulhada em sonhos 
    Submersa em realidades
    Caminhos desconhecidos
    Tão fáceis de percorrer
    Tão vazios de emoções 
    Algumas vezes levam-nos ao abismo 
    A algum lado vão dar 
    Aconteça o que acontecer 
    Valeu a pena caminhar
    Ervas daninhas que crescem
    Arrancadas do coração
    Por aqueles caminhos ...


    sexta-feira, 19 de agosto de 2011

    Morte...

    Imagem retirada da net
    A noite estava fria
    O rosto tinha perdido a cor
    A respiração acelerada
    pés descalços
    Os olhos verbalizavam os sentimentos
    Caminhava sem rumo
    Perdida
    Parecia estar num sonho
    Queria parar e não conseguia
    Sentia-se estranha
    Queria ter feito tanta coisa
    Queria ter dito tanto
    E tinha feito tão pouco
    Dito nada mais que frivolidades
    Fugir, correr deixar para trás o presente
    Sentimento de leveza
    Retroespetiva de uma vida
    Tão vazia de sentimentos
    Tão cheia de desconfianças, de orgulho
    Não era possível
    Não queria acreditar
    Tudo tinha terminado
    E nada ficou para marcar
    O seu nome seria esquecido
    Depois de umas lágrimas
    depois de umas lamentações
    por se ter perdido uma pessoa
    A sua vida daria lugar a um sitio vazio
    que seria rapidamente habitado por outro
    Lágrimas que caem pelo rosto
    Alheio a tudo o sofrimento
    O mundo continua a girar
    O dia está prestes a nascer
    A noite retira-se para um merecido descanso
    Parou de andar ...
    Olhou para o lado e ali estava o seu corpo
    Sem cor, sem calor ... inanimado
    Agora não valia a pena
    Agora era tarde demais ....


    "Os covardes morrem várias vezes antes da sua morte, mas o homem corajoso experimenta a morte apenas uma vez." ( William Shakespeare)

    sexta-feira, 12 de agosto de 2011

    A busca...

    Imagem retirada da net
    Correr contra o tempo 
    Fechar os olhos
    Libertar a alma 
    Estamos aqui 
    Ontem estávamos lá
    Coração aberto 
    A caminhada foi longa 
    O tempo passou lento para mim
    Rápido demais para ti 
    Apartir daqui 
    Seja qual for o nosso caminho 
    Nunca estaremos sós 
    Andarei sempre a tua procura 
    Em busca do teu momento 
    Tudo mudou 
    Nós mudamos ...
    Nunca estamos preparados 
    Mas agora nada a fazer 
    Já cá estamos 
    Agora é só mesmo ir em frente 
    E viver ... porque finalmente o reencontro 
    Aíiii como adoro o fim de semana e assim 
    prolongado upaaa upaaaa
    eheheheh bom fim de semana para todos

    quinta-feira, 11 de agosto de 2011

    Apanhei o comboio...

    Imagem retirada da net
    Próxima paragem 
    Vale da descoberta 
    Travessa das decisões 
    Rua das verdades
    O bilhete comprado dá direito 
    a um passeio interior 
    a um monologo consciente 
    a uma descoberta de vontades 
    a uma avaliação daquilo que quero 
    em comparação aquilo que  tenho 
    Saio não saio ...
    ás vezes enfrentar a realidade 
    com pés e cabeça assusta 
    analisar a frio a atitude a tomar faz tremer 
    sermos confrontados com a nossa estagnação 
    provoca confusão 
    Queremos muito a mudança na teórica 
    mas na pratica quando ela se apresenta 
    ainda pensamos duas, três... milhentas vezes
    a escolha é nossa 
    e mesmo assim desculpamos-nos sempre com o outro
    O comboio parou 
    Agora posso sair 
    será que saio???!!!....

    sábado, 6 de agosto de 2011

    Amanhã

    Imagem retirada da net
    Amanhã ...
    Quando o sol entrar pela janela 
    o quarto ficar iluminado 
     a claridade me acordar 
    Vou despertar de um sonho 
    tenho medo do que irei sentir 
    mas agora não consigo decidir nada 
    neste momento quero isto
    Amanhã ... não sei
    Sinto o teu respirar 
    no meu braço
    Estás deitado ao meu lado 
    No teu rosto um sorriso 
    Uma calma que há muito não via
    eu própria dentro do tumulto de sentimentos 
    sinto-me calma, protegida 
    a tua presença aquece
    Tenho medo do amanhã
    medo por mim e por ti
    Abriste os olhos agora 
    Olhas-te para mim e sorriste
    todas as minhas duvidas se dissiparam 
    Tenho que ir ... 
    Amanhã... será sempre o amanhã 
    e estará lá ...


    "Em tempos de sofrimento e de dor abraçar-te-ei e embalar-te-ei, e tomarei o teu sofrimento e fá-lo-ei meu. Quando choras, eu choro, e quando sofres, eu sofro. E juntos tentaremos conter as marés de lágrimas e desespero e conseguir passar os buracos negros das ruas da vida." (Nicholas Sparks)

    sexta-feira, 5 de agosto de 2011

    Ontem...e hoje

    Imagem retirada da net
    Se ontem
    ouviste-me queixar 
    chorei e berrei
    caminhei na corda bamba
    o silêncio não se calava 
    tirava-me horas de sono 
    Hoje 
    não me ouves 
    um sorriso se desenha 
    do coração sai melodia
    hoje caminho segura 
    juntei os pedacinhos 
    aqueles que foram ficando para trás
    ao longo da minha vida
    e montei de novo o puzzle 
    desta vez com as peças todas 
    Se ontem
    ao olhar o mundo 
    não sabia o que sentir 
    desiludida 
    frustrada 
    momentos de espera 
    o coração agitado 
    os olhos brilhantes 
    questionava-me se seria a hora 
    Hoje 
    olho com outros olhos 
    não sei ao certo o que sinto 
    mas quero descobrir
    a desilusão deixou ganhar a ilusão 
    converteu-se em força 
    hoje vou seguir em frente 
    mas de marcha atrás 
    para me lembrar sempre 
    do que está para trás 
    para não voltar a cometer os mesmos erros
    não vou esperar mais 
    talvez seja mesmo a hora!!!..

    quinta-feira, 4 de agosto de 2011

    Como aceitar que partiste?

    Como aceitar que partiste 
    Se a tua presença ainda sinto 
    Se o teu sorriso ainda ilumina 
    e aquece o coração 
    Se pela casa ainda
    ecoa o teu chamamento
    Se se desenha nas paredes 
    o teu rosto 
    Como aceitar que partiste
    Se fecho os olhos 
    e sinto a tua mão na minha 
    Se sinto o teu respirar 
    no meu peito 
    Se existem momentos 
    em que te ouço...
    Em que sinto que precisas de mim
    Em que te procuro a cada recanto 
    sentindo a tua presença 
    Como aceitar que partiste??!!!...

    quarta-feira, 3 de agosto de 2011

    Cansada..

    Cansada deste mundo ...
    Com qual me identifico cada vez menos 
    Cansada das pessoas que mais não têm que fazer 
    Senão "cuidar" da vida dos outros
    Cansada de mim
    de ti 
    dele 
    deles
    Estou cansada, fula, chateada, magoada, humilhada...
    Já mostrei tantas vezes como sou,
    Por actos, por gestos
    Será que ainda não me conhecem???
    mesmo que esteja desnudada???
    Os burros(animais inteligentes) 
    também quando têm as palas só olham em frente
    ou para eles mesmos 
    Cansada 
    As lágrimas caem sem pedir autorização 
    O coração diminuiu
    Tanto que mesmo encostando a mão no peito 
    não o sinto bater
    Desiludida com quem me "deve" tanto 
    e tem tão pouco para me dar 
    Desiludida, cansada
    Tenho pena... de mim e de vocês 
    de mim porque insisto com que vejam
    de mim porque ainda não desisti disso 
    de vocês porque teimam em ser cegos 
    Apetece gritar 
    Apetece mandar a todos para o caracinhas...... brrrr
    Apetece atirar para o ar esta vida com vocês 
    e começar a viver outra longe 
    Longe de quem devia me conhecer tão bem
    e me conhece tão pouco ....
    Frustração...
    Silêncio 
    Grito
    Tenham a santa paciência
    Eu conheço-me 
    Será que vocês se conhecem a vocês próprios?
    Será que alguma vez se olharam ao espelho ??
    para não apontarem nos outros aquilo que é a vossa imagem????
    Não tenho mais nada para dar 
    Dei tudo 
    mas parece-me que o meu todo é pouco 
    para quem dá tão pouco mas espera tanto...
    Agora estou triste, frustrada... com raiva 
    Mas daqui a pouco vou levantar a cabeça e seguir em frente
    Espero que consigam fazer o mesmo...




    o café das 3

    O relógio contou os milésimos de segundo da manhã
    Raramente custa tanto a passar o tempo
    mas passou...
    3.15 telemóvel toca
    estou atrasada
    desligo tudo atrapalhadamente
    e saiu porta fora
    O coração descompassado
    paro e respiro fundo
    tento manter a respiração normal
    mas o coração não permite
    cheguei... 20 m depois
    estás ali para além de tudo sinto-te 
    mesmo antes de ter visto
    ate te ver de costas
    nada mudou estavas ali
    o mesmo cabelo
    a mesma presença marcante 
    a mesma postura descontraída ...
    será que me sentiste também ?
    pergunto eu agora
    olhei, observei, aproveitei a distracção ...
    eras tu ..
    nada tinha mudado ....
    estavas ali ... como tantas vezes estiveste
    respirei fundo, e anulando a vontade que tinha de fugir
    segui em frente ...
    dei a volta as mesas e sentei-me a tua frente
    Apenas consegui verbalizar um olá, um oi sem som, sem jeito
    -Olá
    -Olá, estavas a ver que tinhas desistido ?
    Será que achaste mesmo que podia desistir? ou foi para fazer conversa ?
    -Achas? Continuo a ser de palavra, pode demorar mas quando assumo um compromisso é para ir até ao fim.
    Aquele olhar, a forma que me olhaste fez-me calar ...
    - Tás diferente, tive saudades tuas... minhas quando estava contigo da pessoa que era.
    -Pois, sabes como é eu sou u vicio eheehh, mas deixa-te lá disso que me deixas sem jeito... 
    Rimos os dois, o tempo parecia ter voltado atrás, aquele olhar que me aquecia, que me fazia sentir importante, que transmitia paz, aquele mesmo olhar que me olhou com medo, com frustração da última vez, estava ali mais presente que nunca...
    -Como estás? perguntei mais para me alhear de todos os sentimentos que tomavam conta de mim naquele momento, apetecia-me abraçar-te, apetecia sentir-me protegida, amada ... como lá longe tantas vezes me senti...-
    -Já tive melhor, já tive pior, sabes como é!!???
    Como sei...como me apeteceu dizer-te que sabia, e que a tua ausência tinha tido um papel importantíssimo 
    - Pois...é a vida- foi o que me saiu, a famosa frase que detestavas que disse-se, aquela que te tirou do serio no ultimo encontro, aquela que não sabes mas que nessa última vez me tirou a vontade de viver... apenas porque tirava a importância a uma decisão que me custou os olhos da cara... desistir de ti
    - ahahhaha- . Depois da gargalhada O teu sorriso iluminou-se, abriu-se e delineou mais que nunca as linhas do rosto, acrescentou brilho ao teu brilho natural, fez o coração bater ainda mais descompassado, nunca saberás o quanto significou para mim aquele sorriso... - existem coisas que nunca mudam, essa frase por exemplo- disses-te 
    -Pois, sabes como é sou adversa a mudanças
    -És??? então porque???. A pergunta que receava, aquela que me levou a adiar e adiar e adiar este reencontro estava feita - Porque nos fizes-te isto??? . o teu sorriso tinha desaparecido, os teus olhos escureceram, o calor que sentia da tua presença virou gelo, um gelo insuportavél ...porque a fizes-te, porque???  Queria fugir, queria não ter aceite aquele café, queria morrer naquele momento, mas nada disso podia acontecer, respirei fundo, contei para dentro até 10, olhei para ti ...
    - Podia dar-te mil razões, podia inventar uma historia, mas para quê mereces a verdade, mas a verdade que tenho para te dar foi a que te dei na altura, continuo a achar que serias muit mais feliz longe de mim - mal o disse arrependi-me
    - Porra para o que achas, achas mesmo que sou mais feliz agora??? Olha para mim... o tempo passa, e eu estou cada vez mais infeliz, não tens nem nunca tives-te o direito de escolher ou pensar por mim, porque teimas-te em faze-lo???- Senti-me reduzida a pó, senti-me pequenina, baixei o olhar - 
    -Desculpa, não queria falar assim...
    - Não!! desculpa tu, tens toda a razão não tenho esse direito. Arrastei a voz... encarei-te - Posso ter agido mal posso até ter atirado a felicidade pela janela, mas não há nada a fazer, o que esta feito está feito.
    - Não há mesmo? perguntas-te o mesmo tempo que me olhavas com aquele olhar penetrante como se lesses o que estava a pensar, não te respondi, desviei o olhar- pensa nisso, estejas como estiveres agora, tenha lá a tua vida as complicações que tenha, tenha a herança que tiveres quer negativa quer positiva eu continuo a querer partilha-la contigo, e evitas de dar razões para que isso não aconteça, só existe uma razão e essa se a tiveres e me a deres, acredita que desisto de vez e nunca mais se fala nisso. 
    - Qual?? perguntei a medo 
    - Que não sentes nada por mim, a não ser amizade- ainda abri a boca para responder mas já tu estavas de pé, puxas-te-me para ti beijas-te-me na testa e disses-te ao ouvido
    - Desta vez não vou deixar que te livres de mim tão facilmente, pensa bem vou dar-te um tempo, organiza a tua vida... vou estar a tua espera ... - e desapareces-te enquanto eu fiquei ali parada, a olhar para o vazio que tinha ficado quando partiste, despertei daquela letargia e não conseguia saber muito bem se era realidade ou ilusão aquele café das 3...

    segunda-feira, 1 de agosto de 2011

    incerteza...

    Imagem retirada da net
    Calei-me
    olhei para ti 
    sem saber o que responder
    Fiquei sem palavras
    logo eu que tenho o dom da palavra!!!
    Apelei á razão 
    coloquei o coração de lado
    e tentei levar-me pelo correcto
    Não disse nada
    Nem uma palavra ouviste 
    Mas nao foi necessário, pois não?
    O silêncio era a resposta 
    Todas as palavras íam ser ocas naquele momento
    Os gestos dizem muito mais que mil palavras
    É chegada a hora 
    Aquela dolorosa hora da verdade
    Agora posso responder 
    Agora posso verbalizar 
    Posso dizer-te por palavras 
    aquilo que te mostrei por gestos ...
    Será que ainda queres ouvir???!!...
    Será que te interessa a resposta ?...